17 de abril de 2020 Por Cintia Pires 0

Coronavírus: ações básicas que podem evitar a contaminação

Com 33.682 casos de Coronavírus (COVID-19) confirmados no Brasil e 2.141 mortes, até 17 de Abril, o Ministério da Saúde e diversas instituições brasileiras, estão intensificando a divulgação de orientações para a população – ações básicas que podem evitar a contaminação.

Além de adotar as recomendações, é importante identificar os sintomas e saber que a doença coronavírus (COVID-19) é provocada pelo novo agente do coranavírus, chamado de SARS-CoV-2, que foi registrado na China em dezembro de 2019.  De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), em 3/3, mais de 72 países já confirmaram a presença do coronavírus.

A doença causa infecções respiratórias, que podem variar de resfriado comum a outras doenças com impactos de saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS – 2002) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS – 2012.)

 

Sintomas

  • Febre, cansaço, falta de ar e tosse seca.

Foi identificado em alguns pacientes dores, congestão nasal, corrimento nasal, dor de garganta ou diarreia.

 

Orientações

O Ministério da Saúde recomenda ações básicas para diminuir o risco de contrair ou transmitir:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete líquido por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabonete líquido, usar álcool gel 70%.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Os profissionais de saúde, incluindo nutricionistas e técnicos em Nutrição e Dietética que atuam na área hospitalar ou em locais de grande circulação de pessoas enfermas, conforme o Ministério da Saúde, devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

 

Transmissão

A transmissão dos coronavírus, geralmente, ocorre pelo ar ou por contato pessoal com secreções, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Este informe visa contribuir com a saúde da categoria (Nutricionistas e Técnicos em Nutrição e Dietética) e da população brasileira, e diminuir a propagação de fake news.

 

Fonte: Ministério da Saúde